mãe orgulhosa

a minha filha é a minha heroína.
hoje foi fazer análises e nem uma lágrima verteu...
conversou com a analista, sempre respondendo com meios esgares...
mas aguentou-se ao colo do pai, porque aqui o "je" esteve sentadinha numa cadeira a ver se não caía para o lado.
viu tudo.
do princípio ao fim.
e nem os meus constantes apelos para olhar para mim surtiram efeito!
és a minha heroína gajinha!