é dificil escrever em palavras expressões e olhares.
não sei sequer se, da próxima vez que ler este post, vou conseguir lembrar-me exactamente daquilo que sinto.
mas a A., há algum tempo a esta parte, quando se esquece do nome de alguém ou de alguma coisa, faz um ar atrevido, mistura de incrédulo com uma pitada de interrogação e pergunta "como é que o outro chama?"...
só de escrever esboço um sorriso ao lembrar-me da expressão dela, mas acho que não consigo passar para as palavras o que realmente acontece!